bbrbet mines -A Câmara de Embu das Artes, município da Grande São Paulo, cassou na manhã desta quarta-feira (28) o

Câmara de Embu dabbrbet mines -s Artes cassa mandato de vereador

A Câmara de Embu das Artes,bbrbet mines - município da Grande São Paulo, cassou na manhã desta quarta-feira (28) o mandato do vereador Abidan Henrique (PSB), único parlamentar de oposição ao governo de direita do prefeito Ney Santos (Republicanos) eleito na cidade. A sessão foi marcada por protestos a favor e contra o processo, que se arrastava desde outubro do ano passado.

Continua após publicidade

O pedido alegava quebra de decoro em um vídeo publicado nas redes sociais do vereador em 11 de outubro. Na ocasião, Abidan planejava denunciar na tribuna os gastos feitos pela gestão municipal com um festival de música sertaneja, o Embu Contry Fest.

Como os demais vereadores não apareceram, a sessão foi cancelada por falta de quórum. O opositor então fez o post em suas redes sociais, no qual afirmou que os parlamentares "correram como ratos" a mando do prefeito.

Após a aprovação de sua cassação, Abidan voltou a se manifestar nas redes sociais. "Porque nós denunciamos que o prefeito tirou dinheiro da saúde e da segurança pública, [ele] fez essa covardia, só porque tem maioria na Câmara", afirmou.

O secretário de Governo, Renato Oliveira, negou interferência da prefeitura em assuntos do legislativo. "Os poderes são independentes", disse.

Abidan foi eleito em 2020. É morador da cidade desde criança, onde fundou um cursinho pré-vestibular popular antes de ingressar na política. Agora, diz que buscará anular a decisão dos parlamentares na Justiça para continuar sua trajetória.

Gastos com o Embu Country Fest

Realizado entre 28 de setembro e 1 de outubro de 2023, o festival de música sertaneja Embu Country Fest teve entrada gratuita e recebeu atrações como Jorge & Mateus, Leonardo e Wesley Safadão.

Nos meses anteriores à sua realização, o prefeito Ney Santos promulgou um decreto de crédito suplementar que levou R$ 2,3 milhões da Secretaria de Saúde e R$ 500 mil da Segurança Pública para a pasta da Cultura.

Abidan Henrique pediu na Justiça a suspensão do evento pois os gastos seriam excessivos diante dos débitos da prefeitura. No pedido, juntou documentos sobre dívidas nas contas públicas, sobretudo na área da saúde.

A juíza Barbara Carola Hinderberger Cardoso de Almeida acatou o pedido, porém revogou sua própria decisão no mesmo dia, a data de início do festival, pois os cachês já estavam pagos. A festa foi então realizada.

Sobre os decretos que levaram dinheiro da Saúde e da Segurança Pública para a Cultura, o secretário de Governo justificou que Embu das Artes é uma cidade turística. "Com base em um artigo da Embratur, a cada 1 real investido em turismo, são 20 reais que retornam para economia da cidade", disse.

Edição: Geisa Marques


Relacionadas

  • Conselho de Ética decide por advertência verbal no processo de cassação de Renato Freitas (PT)

  • Iphan abre consulta sobre tombamento em Embu e revolta artistas: “centro histórico pode sumir"

Outras notícias

  • Pais e especialistas criticam adiamento do início das aulas por duas semanas em SBC

Visitantes, por favor deixem um comentário::

© 2024.cc777sitemap